quinta-feira, 25 de maio de 2017

XIII Concurso dos Jogos Florais

Decorreu mais uma sessão do concurso de escrita  Jogos Florais em várias modalidades, poesia, prosa e reflexão filosófica. Participam todas as escolas do concelho  de Vendas Novas, do 4ºao 12º anos.

Sessão de literacia na BE

No dia 24 de decorreu uma sessão de literacia  de informação com a turma do 10ºE.

quinta-feira, 11 de maio de 2017

Materiais educativos disponibilizados pelo Projeto Clima@EduMedia

O projeto Clima@EduMedia, desenvolvido na Faculdade de Letras da Universidades do Porto, criou uma plataforma de conteúdos educativos de livre acesso sobre as alterações climáticas e os média. Organizada em torno nome do projeto (Clima@EduMedia) disponibiliza vários recursos educativos para download gratuito; como é o caso de fichas de atividade para aplicação em sala de aula.

 Para aceder à plataforma basta clicar no seguinte link http://www.climaedumedia.com/recursos-media.html


quinta-feira, 4 de maio de 2017

Sessão de dinamização do livro "A Mamã pôs um ovo" de Babette Cole

No dia 2 de maio os alunos do 9ºA vieram à biblioteca. A partir do livro  "A Mamã pôs um ovo" de Babette Cole fez-se a introdução ao sistema Reprodutor. Os alunos trabalharam a morfologia e a fisiologia do sistema reprodutor masculino e feminino. No final concordaram que a a sessão foi interessante  e ficaram  a saber que a Biblioteca Escolar disponibiliza materiais de apoio às sessões e outros na Plataforma Moodle  da BIblioteca Escolar
 em http://www.aevn.pt/moodle/course/view.php?id=2.

terça-feira, 4 de abril de 2017

Projeto “Riscos Com Pinta”

Riscos Com Pinta foi o projeto que soltou a imaginação e criatividade dos nossos alunos, desde o pré-escolar até ao ensino secundário e, através de uma parceria com a Autarquia, enquadrou a vinda do reconhecido ilustrador Paulo Galindro a Vendas Novas, no dia 31 de março.
Foram semanas de empenho por parte de alunos e professores, de estudo da obra do autor, da elaboração de múltiplos trabalhos de expressão plástica, escrita e dramática.
Quando há trabalho colaborativo, a magia acontece! O resultado detonou no Auditório Municipal e, quando Paulo Galindro chegou, as suas expetativas não foram defraudadas. Esperava-o um mar de cor na exposição inspirada na sua obra (que está aberta ao público e se aconselha a visita, até ao dia 8/abril no Auditório Municipal), esperava-o uma receção organizada com carinho e vontade de mostrar ao autor, o quanto gostamos do seu trabalho.
Paulo Galindro reagiu… com simpatia, disponibilidade, entusiasmo e um sorriso que ultrapassava os lábios e atribuía um brilho maior aos seus olhos. E ensinou, transmitindo a paixão pela sua arte e dando preciosos conselhos a quem se quiser aventurar pelo mundo da ilustração. Por fim, autografou a imensidão de livros que os alunos quiseram acrescentar às suas bibliotecas pessoais. 

Ficaram-nos as suas palavras de despedida – “De tanto bater, o meu coração quase parou!”